terça-feira, 22 de junho de 2010

Melhores requisitantes ao longo do ano

      Com o objectivo de promover o gosto pela leitura, a BE, anualmente, premeia os melhores requisitantes com a oferta de um livro.
     Este ano lectivo  destacaram-se pelo número significativo de livros que requisitaram para casa  os alunos Miguel Carrinho ( 3º ano, Centro Escolar), Diana Loureiro e Jéssica Alves ( 5º C).
     Parabéns aos três e boas leituras!
  
     Talvez seja uma boa opção!!!
     
    

sábado, 12 de junho de 2010

Vamos ao Teatro!

   Ao longo deste ano lectivo, os alunos da disciplina de Teatro, sob a orientação da sua professora, Ana Ferreira, proporcionaram aos utilizadores da Biblioteca várias representações. Algumas delas realizaram-se nas três eliminatórias do "Concurso de Leitura em Voz Alta", outras nos intervalos grandes da manhã e da tarde e ainda outra durante a apresentação da peça de divulgação do trabalho realizado em Área de Projecto por quatro alunas da Escola Secundária Mário Sacramento.


   Foram momentos de aprendizagem para os alunos/actores e para os alunos/utilizadores da Biblioteca: os primeiros puderam exibir perante o público os conhecimentos adquiridos nas aulas de Teatro e treinar a sua presença em palco; os segundos puderam assistir à representação dos colegas e divertir-se com as peças apresentadas ao mesmo tempo que retiravam informação deste tipo de suporte.
   A Biblioteca agradece a colaboração da Prof.ª Ana Ferreira e dos seus alunos no enriquecimento dos serviços prestados aos utilizadores e manifesta o desejo de que esta cooperação se repita no próximo ano lectivo.
  
    

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Final do "Concurso de Leitura em Voz Alta"

A Final da 2ª Edição do  “Concurso de Leitura em Voz Alta”, concebido e organizado pela Rede de Bibliotecas de Oliveira do Bairro e destinado aos alunos do 2º e 3ºCiclos e Ensino Secundário, realizou-se no dia 05 de Junho, pelas 20h30, no Centro Cultural Prof. Élio Martins.
Promover a leitura, incentivar o contacto e o conhecimento das obras do Plano Nacional de Leitura, desenvolver o gosto pelo manuseamento dos livros e fomentar o convívio entre os participantes foram os objectivos definidos para este concurso, que passou por três eliminatórias em cada uma das escolas envolvidas. Nestas eliminatórias, distribuídas pelos três períodos lectivos, foram-se apurando os melhores leitores, até aos três finalistas. O concorrente lia uma obra, divulgada com um mês de antecedência, e a prova consistia na leitura de um excerto escolhido pelas professoras bibliotecárias.
Os livros seleccionados para as várias eliminatórias faziam parte do Plano Nacional de Leitura. Para a Final, os alunos do 2º Ciclo leram “ A Poça das Feiticeiras", de João Aguiar; os do 3º Ciclo, “ Momentos de Aqui”, de Ondjaki e os do Ensino Secundário, “O Senhor Valéry”, de Gonçalo M. Tavares.
A avaliação, de 0 a 10 pontos, incidia nos seguintes parâmetros: audibilidade, articulação / dicção, regras de pontuação e entoação.
Constituíram o júri das três eliminatórias os quatro coordenadores dos Departamentos Curriculares e o Coordenador dos Directores de Turma, respeitante ao  ciclo do concorrente em prova. Para a Final foram convidados os Directores das quatro escolas envolvidas (Drª Júlia Gradeço, Dr. Acácio Albuquerque, Dr. Helder Rosa e Dr.ª Dulce Miranda), a Responsável do Gabinete de Apoio às Escolas, Dr.ª Eduarda Cardanha, e a Coordenadora da Rede de Bibliotecas de Oliveira do Bairro, Dr.ª Cristina Calvo.

Para cada nível de ensino foram definidos três prémios: máquinas fotográficas digitais para os primeiros lugares, IPods para os segundos e relógios de pulso para os terceiros. Todos os premiados receberam também uma colecção de livros. Os prémios foram adquiridos com o apoio das Juntas de Freguesia de Oliveira do Bairro, Oiã, Bustos, Troviscal, Palhaça e da Câmara Municipal.
Quando chegou a vez de os concorrentes fazerem as suas leituras, notou-se nervosismo em alguns deles, mas todos demonstraram  um grande sentido de responsabilidade e bom desempenho.
Entre a contagem dos pontos e as prestações dos finalistas, houve um momento de poesia, com o  declamador e poeta Joaquim Granjeia e dois momentos musicais, com uma aluna e concorrente da Escola Secundária, Mariana Morado de Almeida, e com a Tuna "Ad Libitum" da Escola Básica Dr. Acácio de Azevedo.
Antes da divulgação das classificações, que constituiu o momento alto do evento,  foram entregues os diplomas de participação a todos os finalistas. Sob grande expectativa, dada a grande qualidade das provas, foram anunciados os vencedores dos vários níveis de ensino. Assim, ficaram colocados, nos primeiros lugares, Delfina Gonçalinho (2º Ciclo - Escola Básica Dr. Acácio de Azevedo), Diana Lia da Rosa Oliveira (3º Ciclo - Escola Secundária de Oliveira do Bairro) e Nídia Quintela (Ensino Secundário - Escola Secundária de Oliveira do Bairro); nos segundos lugares, Diogo Menezes Rodrigues (2º Ciclo - Escola Básica Dr. Fernando Peixinho), Sócrates Santos Gomes Bôrras (3ºCiclo – Instituto de Promoção Social da Bairrada) e Andreia Martins Almeida Verdade (Ensino Secundário - Escola Secundária de Oliveira do Bairro); e nos terceiros lugares, Beatriz Correia Rodriguez (2º Ciclo – Escola Básica Dr. Acácio de Azevedo), Mariana Morado Almeida (3ºCiclo – Escola Secundária de Oliveira do Bairro) e Inês Santos Picanço (Ensino Secundário – Instituto de Promoção Social da Bairrada).


Para encerrar o espectáculo, o Sr. Presidente da Câmara, num breve discurso, louvou o esforço de todos aqueles que o tornaram possível. 
A Biblioteca agradece o contributo das Juntas de Freguesia de Oliveira do Bairro, Oiã, Toviscal, Bustos, Palhaça e da Câmara Municipal na aquisição dos prémios. Agradece  também à Tuna "Ad Libitum" por ter representado tão bem a nossa escola.

terça-feira, 1 de junho de 2010

IV Percurso Literário - "Ao Encontro de Camilo Castelo Branco"

     No dia 22 de Maio lá fomos nós ao encontro do escritor da famosa novela "Amor de Perdição".
    Saímos de Oliveira do Bairro à hora prevista, e às 10 horas estávamos no Museu Romântico, um dos locais mais exuberantes e sossegados da cidade do Porto. Aqui se iniciou a nossa viagem pelos ambientes do século XIX ligados à época de Camilo, ao  Romantismo e à bonita Cidade Invicta. Ninguém ficou indiferente aos frondosos jardins envolventes, provavelmente percorridos pelo Rei Carlos Alberto (Rei do Piemonte - Sardenha), que aqui viveu os últimos anos da sua vida, à sala das telas, com pinturas de paisagens bucólicas, ao ambiente requintado da sala de jantar, com loiças de faiança inglesa, talheres de prata, objectos de cristal e tapeçarias francesas, à sala de bilhar onde apenas os homens se reuniam, à sala de convívio, onde existia um magnífico piano e as senhoras burguesas se reuniam para conversar.
    Como nem só de cuidar do espírito vive o Homem, regressámos ao século XXI para almoçar. O piquenique realizou-se num dos parques de merendas  da cidade do Porto.
    Continuámos a nossa viagem em direcção a S. Miguel de Seide, localidade cheia de memórias do  famoso escritor que aqui viveu e morreu. 
    Na Casa de Camilo fomos recebidos por dois simpáticos e competentes guias, um para cada grupo de alunos das três escolas envolvidas na viagem: a Escola Básica Dr. Acácio de Azevedo, a Escola Secundária e o Instituto de Promoção Social de Bustos.
    No exterior, junto à escadaria, vimos a velha acácia, plantada por um dos filhos de Camilo aos oito anos de idade; no interior, pudemos observar, nos vários aposentos, (vestíbulo, sala de jantar, sala de visitas, escritório, quarto de Camilo e Ana Plácido, quartos dos filhos, cozinha, saleta de Ana Plácido e galeria de exposições) os móveis funcionais e decorativos, com destaque para o relógio de caixa alta que Camilo refere  na obra “Eusébio Macário” e para a cadeira de baloiço onde se suicidou, depois de a cegueira lhe ter roubado a possibilidade de ler e escrever, os retratos de família, os livros e outros objectos pessoais de Camilo e Ana Plácido, "a mulher da sua vida".
    Esta viagem facultou-nos também um encontro inesperado com um dos actores mais prestigiados da comédia portuguesa.  Estava em cena, na Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão, a nova peça com José Pedro Gomes - "Vai-se andando". Como um grande actor nunca desperdiça o tempo, partilhámos com ele, por alguns minutos, a visita à Casa de Camilo, distinguida com o "Prémio Melhor Museu 2006", atribuído pela Associação Portuguesa de Museologia (APOM).
     Estava um calor de morrer e antes de regressarmos, fomos beber água fresca ao café “Amor de Perdição”.
   Esta actividade organizada pela Rede de Bibliotecas de Oliveira do Bairro, em colaboração com o Departamento de Línguas, revelou-se muito enriquecedora não só por ter possibilitado a descoberta de uma época e de um grande escritor português como também por ter proporcionado o convívio entre alunos, professores e funcionários das várias escolas participantes.