quinta-feira, 10 de março de 2016

Concurso "Ideia Nobel"

Durante a comemoração da “Semana da Não Violência na Escola e da Educação para a Paz”, a biblioteca promoveu o concurso “Ideia Nobel”. Os alunos tinham de descobrir o nome, o país e a função desempenhada pelos laureados com o prémio Nobel, apresentados numa ficha, e referir a fonte de pesquisa da informação. Este concurso decorreu nas bibliotecas das escolas do 2º e 3º ciclos e secundário.
No final, foram sorteados três vencedores (Manuela Andrade, da ESOB; Luísa Vieira, da Escola Básica integrada de Oiã; e Francisco Viegas, da Escola Básica Dr. Acácio de Azevedo) e laureados com o livro “A admirável aventura de Malala”.
Parabéns e continuem a vossa luta pela Paz e Não Violência.


Clica aqui.

terça-feira, 1 de março de 2016

Conversas ao Pôr do Sol

Na ESOB, no dia 26 de fevereiro, realizou-se a actividade “Conversas ao pôr do sol”, sob o tema “Demência: Aspetos clínicos e estratégias de intervenção”, orientada pela docente da Universidade de Aveiro, Sara Guerra.
A convidada referiu que o aumento da população idosa tem sido acompanhado por um aumento de doenças demenciais. Em Portugal, existem mais de 180 mil pessoas com demência, das quais 70% revelam doença de Alzheimer. Realçou os esforços desenvolvidos (esclarecer e debater questões associadas aos aspectos clínicos da demência - causa, sinais/sintomas, evolução e tratamento- e dar a conhecer estratégias úteis e eficazes de intervenção), apesar de ainda não serem suficientes, para dar respostas adequadas a estes doentes e às suas famílias.
Foi uma palestra muito dinâmica, de grande interacção com o público. Resta agradecer a simpatia e disponibilidade da dinamizadora, Sara Guerra. 


Oficina de escrita criativa

No âmbito do projecto Leituras & conversas ao pôr do sol, decorreu, na ESOB, no dia 3 de fevereiro, a oficina de escrita criativa “Pouco ou nada é impossível “, dinamizada pelo escritor João Manuel Ribeiro, com os objetivos de promover o gosto pela poesia e motivar o público–alvo ( alunos do 11º ano e da Universidade Sénior de Oliveira do Bairro e  utentes da Santa Casa da Misericórdia) a participar no concurso “Poesia a duas vozes”.
Com uma grande envolvência do público, o escritor deu pistas para escrever e fazer escrever poesia. De uma forma lúdica e humorística, conseguiu transmitir a mensagem de que o processo de criação poética passa por duas grandes fases: a fase da libertação das emoções, mais selvagem e prazerosa, e a fase do aperfeiçoamento, que envolve trabalho e persistência. No entanto, sublinhou que todo o ser humano tem um jeito poético latente que precisa apenas de ser descoberto.
Espera-se que esta atividade tenha contribuído para ajudar os participantes na construção dos seus textos poéticos.